Projectos

Trilogia dos Gigante: Edição electrónica

Entidade financiadora: Fundação Calouste Gulbenkian (Processo nº 220546)
Investigador Responsável: Jerónimo Pizarro.
Coordenação: Jerónimo Pizarro e Filipa Freitas.
Equipa de Investigação: Andrea Lozano, Carlos Pittella Leite, Claudia Jeanette Fischer, Filipa Freitas, Jerónimo Pizarro, José Camões e Patricio Ferrari.
Unidade de Investigação: CET – Centro de Estudos de Teatro
Duração: 10-09-2018 a 09-09-2019 (12 meses)

Trilogia dos Gigante: Edição electrónica

Entidade financiadora: Fundação Calouste Gulbenkian (Processo nº 220546)
Investigador Responsável: Jerónimo Pizarro.
Coordenação: Jerónimo Pizarro e Filipa Freitas.
Equipa de Investigação: Andrea Lozano, Carlos Pittella Leite, Claudia Jeanette Fischer, Filipa Freitas, Jerónimo Pizarro, José Camões e Patricio Ferrari.
Unidade de Investigação: CET – Centro de Estudos de Teatro
Duração: 10-09-2018 a 09-09-2019 (12 meses)

PERPHOTO

Projecto:  PERPHOTO – Dramaturgias do Olhar. Cruzamentos entre Fotografia e Teatro no Contexo Português e Internacional 
Entidade financiadora: Fundação para a Ciência e a Tecnologia (PTDC/ART-PER/31693/2017)
Investigador Responsável: Filipe Figueiredo
Co-responsável: Cosimo Chiarelli
Unidade de Investigação: CET – Centro de Estudos de Teatro

ARGOS

Entidade financiadora: Europa Criativa
Investigador Responsável: Ana Clara Santos e Maria João Brilhante
Duração: 2018-2021
Financiamento: 31.004.73 euros

Teatro Português do Século XVII: uma biblioteca digital

Iniciou-se em Janeiro de 2012 o projecto Teatro Português do Século XVII: uma biblioteca digital, financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (PTDC/CLE-LLI/122193/2010). O projecto, coordenado por José Camões, com a duração de três anos, visa a edição electrónica dos textos de teatro de autores portugueses do século XVII.

Textos Proibidos e Censurados no Teatro Português do Século XVIII

Iniciou-se em Junho de 2014 o projecto Textos Proibidos e Censurados no Teatro Português do Século XVIII, financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian (P.º 134706). O projecto, coordenado por José Camões, prevê a identificação dos textos submetidos à apreciação da Real Mesa Censória e que viram negadas as respectivas licenças ou foram objecto de censura parcial, com consequente reescrita em virtude de recomendações dos revedores, e que subsistiram até aos dias de hoje.

Fausto: uma existência digital

O projecto foi desenvolvido em conjunto com a Cátedra Fernando Pessoa da Faculdade de Artes e Humanidades da Universidade dos Andes, contando, ainda, com a colaboração da Casa Fernando Pessoa, e foi financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian (Pº 139699). Teve como objectivo a inventariação de fragmentos que constituem o Fausto de Fernando Pessoa, novas transcrições e sua disponibilização na Internet.