Exposição Pessoas com Relações com Pessoa

Como pode um soneto ressoar no corpo de quem o lê? Fernando Pessoa considerava-se um poeta essencialmente dramático. Vemos esse drama nos modos como fazia da escrita um palco para figuras literárias por si criadas, muitas vezes com relações – familiares, poéticas ou intelectuais – entre si. Fotografámos 42 leituras não-ensaiadas de sonetos pessoanos, fixando momentos de encontro que mostram uma teia de relações: entre pessoa retratada & fotógrafo, voz & soneto, corpo & memória, Pessoa-de-soneto & pessoa a recitar.

Criar e Produzir II

Inclui entrevistas com
Guilherme GomesJoão de BritoJorge Silva MeloMaria de VasconcelosMiguel JesusPatrícia PaixãoRicardo Neves-Neves

Apoio
Fundação para a Ciência e a Tecnologia, Câmara Municipal do Montijo, Junta de Freguesia da União das Freguesias de Montijo e Afonsoeiro