El Teatro en el siglo XVI

Este volume de estudos aprofunda no conhecimento da dramaturgia espanhola do século 16 a partir das contribuições de 11 especialistas que focam em aspectos ainda não percebidos ou pouco analisadas de obras, autores e práticas cênicas do teatro da época.

Este volume de estudos aprofunda no conhecimento da dramaturgia espanhola do século 16 a partir das contribuições de 11 especialistas que focam em aspectos ainda não percebidos ou pouco analisadas de obras, autores e práticas cênicas do teatro da época.

Esses aspectos abordam questões como a retórica da representação, uma análise das figuras do poderoso, do pai ou do estudante, a presença de Torres Naharro no Teatro cervantino ou as de Juan de la Cueva na historiografia literária da Ilustração, e a variação linguística em Lope de Rueda, além do estudo de obras dos dramaturgos como Mexía de la Cerda ou Gómez de Eslava e da análise de uma década iluminada do teatro quinhentista. Estamos diante de contribuições originais que colocam luz sobre um teatro que começa já a ser conhecido, mas que ainda deixam inúmeras lacunas por cobrir.

O livro El teatro en el siglo XVI. Autores y prácticas escénicas, dirigido pelos doutores Miguel Ángel Teijeiro Fuentes e José Roso Díaz, é por sua vez, resultado de um projeto mais amplo, em que estes professores contam com a colaboração de outros acadêmicos especialistas na área e com ajuda de diversas instituições, entre elas a Prefeitura de Torres de Miguel Sesmero (Terra natal de Bartolomé de Torres Navarro) e da Universidade de Extremadura, querem dar valor e ao mesmo tempo difundir o primeiro teatro clássico espanhol. Trata-se de um projeto vivo que está crescendo com a publicação de diversos estudos e a organização de diversas atividades científicas e culturais, entre elas a celebração anual de um congresso internacional na localidade pacense de torre de Miguel Sesmero.

2021
Miguel Ángel Teijeiro Fuentes e José Roso díaz